Tuesday, August 23, 2005

Coimbra em chamas

Image hosted by Photobucket.com
Acordo às 5.40 da manhã. Vagarosamente vou tomado o pequeno almoço enquanto espreito a BBC World para saber as últimas do mundo. Depois do Iraque, da Faixa de Gaza vejo a minha cidade rodeada por chamas que me consomem a esperança. Ao longe, a 11 mil quilómetros, aperta-se o nó na garganta. Todos os anos é assim, mas tem mesmo que ser?

8 comments:

L said...

espero que alguém já lhe temnha dito que cinico se escreve com "C".

um abraço, l.

Luis M. Jorge said...

Ou para pôr a coisa em bom português:

Espero que alguém já lhe tenha dito que cínico se escreve com "C".

Luis M. Jorge said...

hmmmm, esqueça, já percebi o trocadilho.

Ma Tin Long said...

Já agora para desfazer mal entendidos:
"sínico: do Lat. mod. Sina, China.
adj., relativo à China ou aos chineses em território português."

In Priberam Língua Portuguesa On-Line
http://www.priberam.pt/dlpo/definir_resultados.aspx

eto said...

sou um brasileiro gaúcho, gostei de seu blog! Eu escrevo, ta muitos textos na minha página, da uma olhada como ta o Brasil. VALEU!

Inês S. said...

Não estávamos tão longe como tu, mas ao voltar da Nazaré a Coimbra ficámos mesmo espantados e horrorizados... Nunca pensei que um incêndio podesse mesmo estar tão dentro de uma cidade como Coimbra.

Nessa madrugada, o Braga esteve na varanda a vê-lo descer entre Vale de Canas e o Pólo 2, ao sabor do vento forte. O BB esteve a apagar o fogo atrás de sua casa com os moradores de Tovim de Cima (não havia bombeiros disponíveis, ardeu 80% do Parque da Mata de Vale de Canas), mais abaixo, o nosso director técnico apagava também o fogo com outros moradores (sem bombeiros e aqui também com a água cortada). Cá em baixo ardeu o Pinhal de Marrocos (os milhões de contos de equipamento científico que estão no Pólo 2 safaram-se por pouco). Lá para cima, o fogo conseguiu também chegar à igreja de Sto António dos Olivais, e parece que explodiram 2 carros no Bairro de S. Sebastião.

No dia seguinte, o vento leste arrastou o fogo para a direita de Coimbra, deixando a zona de Penacova, Roxo e arredores cercada e com estradas fechadas ao trânsito. Houve várias equipas de reportagem estrangeiras destacadas.

Hoje de manhã, dia 3, parece já estar mais ao menos controlado...

Geosapiens said...

muito interessante o trocadilho...sabes que precebi logo...não pelo não sinismo que tu impões ao teu Blog...o que justificaria que algo não batia certo...mas pelo facto de ter "sínos" como vizinhos...e ter tido um como Mestre em Tai Chi Chuan...um abraço...e continua gosto bastante de o ler...

cparis said...

foi devastador. tenho fotos em no meu blog, mas a vista não é agravel.....