Thursday, February 09, 2006

Not in my name

Either. Naturalmente.
Quanto ao debate dos cartoons de Maomé e o que se seguiu, se me permite o autor, faço minhas estas palavras.

P.S. A China também condena a publicação das caricaturas por que esta

"vai contra o princípio de que diferentes religiões e civilizações devem manter o respeito mútuo e viver juntas em paz e harmonia". O que se percebe num país em que não tem problemas com a liberdade religiosa.

1 comment:

AG said...

Tenho pena, muita pena, desta postura Europeia defensiva, as palavras não são acompanhadas por gestos e olha-se o mundo perplexo.
ps- A liberdade de expressão é um direito funcional de um outro, que não estava em causa: liberdade de pensamento e opinião. Com tanta confusão na discussão só se estoiram frágeis capilares de comunicação...já nem sequer somos capazes de clarificar os direitos que tanto prezamos.